Caderno de ideias

Dizem que santo de casa não faz milagre... mas cá estamos nós, desafiando as leis da física (e do senso comum) para te mostrar o melhor do que escrevemos para nós mesmos. Fique à vontade para curtir nosso blog! :)

Instagram será a grande aposta de 2017

instagram_2017_marketingO Instagram tem ganhado cada vez mais espaço entre os usuários de internet nos últimos meses. Embora pertença ao mesmo grupo, a rede tem conseguido crescer bem mais do que o Facebook, que está preso às amarras publicitárias e da bolsa de valores, o que o transformou em um “espaço de mídia disfarçado de Rede Social”.

Entretanto, não são só os anúncios que tem incomodado os internautas. O formato da mídia e a restrição da exibição de posts apenas para um grupo que já mantém engajamento com um perfil ou uma Fan Page tem reduzido a visibilidade, o que não é bom pra ninguém. Afinal, se você está ali se expondo, espera no mínimo, que as pessoas vejam.

A partir disso, listo aqui alguns motivos pelos quais o Instagram deve crescer ainda mais neste ano:

  1. Queremos ver a realidade nua e crua. Copiar o Snapchat com os “Stories / histórias” foi apenas o primeiro passo. Em pouco tempo nos tornamos paparazzi de nossas próprias vidas e queremos dizer onde estamos, com quem estamos, o que estamos fazendo etc. Mostrar isso “ao vivo” foi a grande sacada do Instagram, que agora permitirá essa exibição com tempo limitado. Diferente do Facebook – que você pode ver a transmissão ao vivo depois, o Instagram só exibirá um vídeo ao vivo para quem realmente estiver assistindo o usuário naquele momento. Isso, é claro, faz com que a gente acesse a rede com muito mais frequência e permaneça mais tempo nela.
  1. Textões não passarão. É chato e ninguém aguenta mais. Se for de uma opinião contrária então é “deixar de seguir” na hora. No Instagram você pode até publicar textos longos, mas a sua audiência está ali para fotos e você não vai perder tempo digitando no celular alguma coisa que é preciso clicar em “veja mais” para continuar a leitura.
  1. Mais hashtags e menos mimimi. Sabemos que as hashtags são uma linguagem própria do ‘internetês’ e adoramos usá-las – às vezes até em excesso. No Facebook elas não fazem a menor diferença. No Instagram elas são tudo de bom! Antes de viajar é só buscar a tag no aplicativo e ver as fotos mais recentes do local. Outro ponto positivo é que é possível realizar concursos culturais e sorteios por hashtags nesta mídia (pelo menos por enquanto), o que no Facebook só é permitido com aprovação da Caixa Econômica Federal.
  1. Vivemos de imagem. É mais do que provado em pesquisas de que o usuário tende a ver e se engajar mais com o conteúdo imagético do que textual. Característica esta, que tem pautado até as mídias impressas. Se é a imagem que conta, qual é a rede com maior número de usuários que já filtra o conteúdo de fotos pra você, sem ter que saltar os textos?
  1. Para os negócios. Claro que uma rede em crescimento implica em mais publicidade. Num futuro muito próximo estaremos saltando entre posts de amigos e outros patrocinados. Apesar disso, o relatório que o Instagram passou a gerar, em 2016, para perfis de empresas evoluiu no sentido de informações sobre o usuário e direcionamento de campanhas, que agora você pode administrar em tempo real os melhores horários para as suas publicações.

Podem surgir outras redes sociais? Pode, deve e provavelmente vão existir milhares de novidades. Por outro lado, a base de dados de uma rede já consolidada (que ainda utiliza informações de usuários do Facebook) é fator quase que imbatível para a concorrência. Pensa na quantidade de informações que não são vendidas para empresas criarem seus anúncios exatamente para o público que querem atingir?

Ao meu ver, caminhamos para a mudança, mas a ascensão ainda fica com a rede de fotos que parece se adequar exatamente ao que procuramos na internet.

E você, o que acha? Compartilhe com a gente nos comentários! 🙂